Quem quer ter uma vida financeira equilibrada de verdade, precisa, antes de mais nada, controlar as próprias dívidas! Se você se enrolou com as contas e quer sair do vermelho, saiba que o primeiro passo para resolver essa situação é buscar um acordo com os credores.

Aqui, damos cinco passos práticos pra você fazer a negociação de suas dívidas e quitar os débitos já:

 

1) Faça um "check-list" das suas dívidas

A primeira coisa é fazer uma avaliação honesta da sua situação financeira. Comece colocando todos os números no papel: a famosa planilha de controle das finanças também pode ser usada para registrar as suas dívidas! Separe uma categoria somente para elas e anote tudo: empréstimos, financiamentos, cheques especiais e tudo aquilo que você não tem dinheiro para pagar dentro do prazo de vencimento. Lembre-se que essas dívidas são aquelas que deixam você inadimplente e não se referem àquelas despesas mensais, como aluguel, condomínio, energia elétrica e água.

2) Calcule o valor total da sua dívida

Agora que você já listou suas dívidas, é hora de calcular o valor exato e os juros totais cobrados, ou seja, fazer o cálculo do Custo Efetivo Total, o CET. Ele inclui todos os encargos e despesas que incidem sobre uma operação de crédito, como os juros, impostos e taxas. Só assim você poderá negociar com mais propriedade!

3) Avalie a parcela que cabe no seu bolso

Uma negociação não pode ser tratada como um novo empréstimo, mas sim como um prolongamento ou parcelamento da dívida. Por isso, seja realista e pense bem sobre a sua capacidade atual de pagamento pra que na hora de negociar a sua dívida, você tenha em mente o valor que caberá no seu bolso. Afinal de contas, não adianta conseguir um bom desconto agora se você não conseguir arcar com esse valor no mês seguinte, não é mesmo?

4) Converse com o seu banco

Estando com todas as informações, chegou a hora de conversar com o banco. A negociação da dívida pode ser feita por telefone ou até mesmo online, com a mesma validade de uma assinatura formal. A vantagem é que você não precisará enfrentar as tão temidas filas de banco! Assim que receber uma proposta do banco, avalie bem se as condições e se os termos oferecidos são atraentes antes de fechar o negócio. O seu bolso agradece!

5) Continue o controle financeiro

Não é porque você conseguiu negociar a sua dívida que agora pode descuidar do seu orçamento. Agora, fique atento para honrar o compromisso e mantenha o pagamento das parcelas sempre em dia! E claro, adote o hábito de fazer um planejamento financeiro mensal e continue controlando seus gastos na ponta do lápis.

Quer mais controle das suas finanças?

Você pode optar por um cartão de crédito pré-pago virtual para pagar despesas pontuais e recorrentes sem riscos e de forma planejada.

Se você já tiver uma conta Superdigital, a emissão do seu cartão virtual Mastercard® é realizada de forma muito rápida dentro da seção Cartões > Cartão Virtual. Você não precisa associar seu cartão, apenas gerar um novo e usar os dados para compras em e-commerces, plataformas de streaming e outros serviços, sem precisar utilizar o cartão físico.