Sabemos que sair das dívidas nem sempre é um caminho fácil e rápido, né?! Mas com muita paciência, planejamento financeiro, determinação e aplicando as nossas dicas, é possível! Quer saber como? Então siga o passo a passo que montamos especialmente para você e dê adeus às dívidas de uma vez por todas.

Saia das dívidas em 2021

Devido à pandemia, diversas pessoas se viram desempregadas, fechando o mês no vermelho e endividadas. Seja por causa da crise econômica que afetou muitos brasileiros em 2020 ou por dívidas antigas que continuaram gerando juros, se livrar dos débitos atrasados parecia ser uma missão impossível.

Se você se identificou com algum dos exemplos acima, não desanime! Respire fundo e descubra como sair das dívidas seguindo o nosso passo a passo:

Calcule todos os débitos atrasados

Você já sabe como estão as suas finanças? Quais são os boletos atrasados? O valor dos juros do cheque especial? Não? Então agora é a hora de colocar tudo isso e muito mais na ponta do lápis.

O primeiro passo é saber o quanto se deve e a quem. Leve em consideração até as contas que estão para vencer, o valor que você pode pagar atualmente e o que falta para quitar todos os débitos.

👉 Conheça a nossa planilha de gastos e organize todas as suas despesas em um só lugar.

Defina uma meta realista e saiba por onde começar

Agora que você já anotou todas as contas em atraso, chegou o momento de definir por onde começar. Tente eliminar primeiro aquelas dívidas que estão afetando mais a sua vida financeira, seja por causa dos juros altos, ligações de cobrança etc.

Depois, defina uma meta realista e evite possíveis frustrações. Dívidas antigas, por exemplo, podem demorar mais do que alguns meses para serem quitadas, tudo vai depender do valor do débito e do quanto você pode desembolsar.

Corte os gastos desnecessários

Por menores que sejam, os gastos desnecessários (ou supérfluos) acabam gerando prejuízo ao seu bolso, sem você perceber. Ainda ficou em dúvida?

Então, vamos supor que você assine um pacote de streaming, mas não use com muita frequência. Todos os meses, você paga R$ 20 por esse serviço - o que pode parecer pouco perto de outros gastos. Apesar disso, no fim do ano, esse valor chega a R$ 240 reais! Um dinheiro que seria bem-vindo, certo?

Negocie dívidas antigas

Sim! Negociar os débitos atrasados pode parecer um processo demorado e cheio de burocracias, mas não é bem assim. Na realidade, diversos bancos e empresas estão dispostos a ouvir a sua oferta e chegar num acordo positivo para ambas as partes.

Outra solução para sair das dívidas são as feiras de renegociação que acontecem todos os anos. Elas reúnem diversas empresas dispostas a barganhar e oferecer opções que vão desde parcelamentos até pagamentos à vista.

Por isso, nada de esperar a dívida caducar, combinado? Além de ser um processo demorado, esperar anos para limpar o nome pode gerar aborrecimentos financeiros e diminuir o seu score. Fique atento!

Busque uma renda extra

Não encontra outra solução para pagar as dívidas em atraso? Considere investir em uma renda extra. Diversas pessoas encontraram nesta dica uma solução para os seus problemas. Em muitos casos, a renda extra acaba se tornando uma forma de independência financeira.

Procure descobrir qual seria um bom investimento e como ele poderia gerar um saldo positivo para a sua conta.

Evite cair na mesma cilada

Dar adeus a hábitos antigos é mais simples do que parece. Nesse caso, a principal recomendação é não gastar além do que o seu bolso permite. Ou seja: evite comprar mais do que você recebe. Considere também guardar ou aplicar aquele trocadinho que sobrou no fim do mês. Fechado? 😉

Conheça mais conteúdos sobre como sair das dívidas e recupere a sua independência financeira. Saiba o que acontece quando deixamos uma dívida vencer nos links abaixo:

Dívida caduca? Saiba o que acontece após cinco anos
Dívida protestada: o que acontece se eu não pagar?
Quando vale a pena pedir um empréstimo para pagar dívidas?

Seja um cliente Superdigital

Você sabia que na Superdigital é possível abrir uma conta digital em minutos? E o melhor: sem consulta no SPC/Serasa, score ou comprovação de renda, tudo simples e rápido! Baixe o aplicativo (na Play Store ou na App Store), cadastre-se e comece a usar.