Você já ouviu falar sobre pirâmide financeira? E não, não estamos falando sobre as famosas estruturas do Egito, apesar de serem um exemplo perfeito de como funciona esse tipo de golpe. Ficou curioso para saber o que é pirâmide financeira e o que os faraós têm a ver com isso? Então se liga no #Super conteúdo que separamos para você. 👇

O que é pirâmide financeira?

Promessas de dinheiro fácil, indicação de alguém para poder lucrar… essas são apenas algumas táticas para atrair as vítimas do golpe. Depois de um tempo (e muitas pessoas prejudicadas), o investimento promissor acaba “falindo” de uma hora pra outra, deixando todos na mão.

Para se ter uma ideia, esse golpe tornou-se tão comum que existe até uma lei específica para quem pratica o golpe de pirâmide financeira no Brasil. Considerado no país um crime contra a economia popular (Lei 1.521/51), o criminoso que for pego pode pegar até dois anos de prisão.

O que as pirâmides do Egito têm a ver com isso?

Diferente do trecho “essa é a mistura do Brasil com o Egito”, o golpe da pirâmide financeira surgiu lá na década de 20, nos Estados Unidos, com um gringo italiano chamado Charles Ponzi.

Também chamado de “esquema Ponzi”, o golpe funcionava assim: Charles pagava juros altos aos investidores antigos com o dinheiro que ganhava dos novos. Na época, ele oferecia 50% de lucro em apenas 45 dias ou de 100% em 90 dias.
Se não entrassem novos “investidores”, o negócio acabava falindo — no fim, foi exatamente isso que aconteceu.

Olha só um exemplo prático sobre o que é pirâmide financeira:

Ê Ê Ê faraó! Mas pode ficar tranquilo e cantar sem preocupação, viu? As pirâmides do Egito não têm nenhuma relação com o golpe, apesar de serem perfeitas para mostrar como o esquema funciona. Afinal, quanto maior a quantidade de pessoas envolvidas (na base), maior é o lucro dos golpistas (no topo).

👉Leia também: Descubra quais são as fraudes mais comuns na internet.

5 sinais de como identificar uma pirâmide financeira:

Agora que você sabe até de onde surgiu uma das primeiras pirâmides financeiras, é preciso que você confira também os sinais mais importantes para identificar o esquema e fugir o quanto antes:

1. Indique alguém para ter lucro — esse é o primeiro sinal vermelho que você deve ficar esperto. Precisou chamar alguém para participar e ter lucro? Cuidado, pode ser uma pirâmide financeira.

2. Tenha dinheiro fácil e rápido — o que mais chama atenção das vítimas é a promessa de ficar rico sem precisar fazer nada. Mas tudo que vem fácil, vai fácil. Muitas vezes, a pessoa acaba no prejuízo.

3. Não consegue contatar o investidor tão facilmente — no golpe da pirâmide, é comum o dono do negócio ser "reservado''. Além disso, o produto a ser vendido parece ser de pouca qualidade pelo valor cobrado.

4. Não tem nenhum documento ou garantia — tudo foi feito no sigilo, mas você não tem nenhuma papelada que garanta sua segurança e explique direitinho como o negócio funciona? Xii… pode ser cilada.

5. O investimento cai “do nada” — precisou investir um valor para participar do negócio e depois ele acaba falindo misteriosamente? Você procura e não encontra nada nas redes sociais ou sites de confiança? Se liga! Essas são outras características do golpe.

Seja um cliente Superdigital

Imagine só: uma conta segura, 100% digital e sem consulta no SPC/Serasa. Parece até mentira, né? Mas ela existe e se chama Superdigital! 🥳 Veja como é simples abrir a sua conta e desfrutar de todos os benefícios exclusivos. Baixe o app (no Google Play ou na App Store) e cadastre-se já.

Sabia que a pirâmide financeira não é o único B.O. que tem rolado por aí? 👀 Se liga nas dicas que separamos para você se proteger desse e de outros golpes:

Golpes com boleto: entenda como funciona e aprenda a evitar.
De olho no like: os golpes mais comuns no Facebook.
Embaçado! Conheça o golpe do motoboy e como se proteger.