Após a chegada do Pix, o próximo sistema que deve ajudar a modernizar o mercado financeiro brasileiro é o Open Banking, agora conhecido como Open Finance. Você já ouviu falar? Não? Então, nem esquenta a cabeça! Reunimos tudo sobre o assunto para você aproveitar todos os benefícios e não ficar de fora dessa. 😉

O que é Open Banking?

Open Banking ou Open Finance significa, em livre tradução, “banco aberto” ou “sistema bancário aberto”. É um conceito que pode ser explicado de uma maneira bem simples:

Seus dados financeiros são apenas seus, e não do seu banco. Ou seja, se você autorizar outras instituições, fintechs e alguns serviços, eles poderão ter acesso aos seus dados e construir serviços financeiros personalizados a partir do seu perfil.

Segundo o Banco Central do Brasil, o Open Banking é considerado um compartilhamento de dados, produtos e serviços entre instituições financeiras e até mesmo entre outras instituições autorizadas.

Mas não é bagunçado, beleza? Quem decide se quer ou não dividir essas informações importantes com outras empresas é você. O importante é manter os seus dados seguros e compartilhá-los apenas com empresas confiáveis.

Leia também: Pix tem novo limite de transferência: já sabe qual é o seu?

Se você quer saber mais sobre o Open Banking, qual a diferença entre ele e o Open Finance, preparamos um guia completo para você tirar essas e outras dúvidas. Olha só:

Como o Open Banking funciona?

O conceito é simples, mas o importante é entender como ele funciona na prática, combinado?

Então, vamos lá! Imagine o seguinte cenário:

• Você possui uma conta corrente há muitos anos em um banco;
• Tem cartão de crédito e um empréstimo com histórico de bom pagador;
• Essas três informações podem ser usadas para comprovar que você é um bom cliente para outra instituição e, com isso, ter um limite de crédito maior. Sonho, né? 🤩
• A principal vantagem desse serviço é que, se antes você chegava no banco como um cliente “anônimo”, apenas com o seu score, agora você traz todo o seu histórico.

Qual a diferença entre Open Finance e Open Banking?

Lembra que falamos que o Open Banking é o compartilhamento entre instituições financeiras? Pensando em trazer mais possibilidades para o cliente e outros serviços financeiros, surgiu o Open Finance.

Mas eles são a mesma coisa? Não exatamente. Tá ligado naquele primo distante? Tipo isso. O Open Finance é uma versão atualizada do Open Banking. Com ele, além dos bancos, outras empresas (de seguro, por exemplo) poderão ter acesso aos seus dados, se você autorizar, claro.

Quando o Open Banking começa a funcionar? Todo o compartilhamento de dados está previsto para começar no dia 15 de julho. 😏 Já deixa anotado!

Quais dados serão compartilhados?

Com o seu consentimento, será possível compartilhar entre as instituições quatro tipos de dados:

• Cadastrais — nome, CPF/CNPJ, telefone, endereço, entre outros;
• Transacionais — relacionados a sua conta, empréstimos, cartão de crédito etc.;
• Sobre produtos e serviços — dados sobre pontos de atendimento, produtos que utiliza, termos contratuais, entre outras informações;
Serviço de pagamento — informações sobre transferências de fundos, pagamentos de produtos e serviços, entre outros.

Por que usar o Open Finance?

Com o Open Finance, será possível compartilhar dados entre várias instituições, o que vai aumentar a competição entre elas e deve gerar melhores preços, serviços e atendimento para você. Vai perder essa?

A Superdigital está aqui para descomplicar sua vida

Seja para explicar um conceito como o Open Finance ou para ajudar você a lidar com o seu dinheiro de forma rápida e acessível, a Superdigital está sempre do seu lado.

Abra a sua conta Superdigitalem menos de 10 minutos e faça pagamentos e transações de forma simples e rápida! É só baixar o nosso aplicativo (na Play Store ou na App Store), se cadastrar e já começar a usar. Vai perder essa? 😜