Boletos e contas a pagar, problemas para resolver, Imposto de Renda para declarar… Tudo isso faz parte da vida adulta, certo? Mas além dessas responsabilidades, vez ou outra aparece uma surpresa que tira o nosso sossego. Uma delas é a famosa malha fina. Além de meter medo em muita gente, esse probleminha pode causar complicações na Receita Federal e até mesmo bloquear a sua restituição.

Quer saber se você caiu na malha fina? Saiba o que é, como funciona, os erros mais comuns e o que fazer para resolver esse problema de uma vez por todas, sem complicação.

O que é malha fina?

A malha fina nada mais é do que a fiscalização e a revisão de toda declaração entregue, seja ela em modelos completos ou simplificados. Quando alguma informação não bate, faltam documentos ou comprovantes, o declarante acaba caindo na malha fina. E, então, chegou a hora de prestar contas para a Receita Federal.

Como saber se estou na malha fina?

Uma das soluções mais comuns para saber se caiu na malha fina é conferir as principais regras do Imposto de Renda. Vale dar uma olhada nos documentos (até dos dependentes, beleza?), comprovantes e puxar, na memória, quais são os pontos mais importantes da sua declaração: herdou um bem em 2020? Vendeu ou comprou um imóvel? Recebeu o auxílio emergencial no ano passado?

Se a sua resposta foi “sim” para alguma dessas perguntas, então se liga: todos os anos a Receita divulga as mudanças do IR e poucas vezes os valores mudam. Ou seja: fica fácil identificar o que passou batido lá no começo e o que você precisa fazer.

👉 Descubra aqui se você precisa declarar o Imposto de Renda.

A segunda opção para conferir se o seu nome está na malha fina é consultar o site do Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC) e acompanhar a sua declaração. Funciona assim:

1. Crie um código e senha neste link para ter acesso à sua declaração;
2. Faça o login e vá até “Meu Imposto de Renda”;
3. Clique em “Processamento” e depois em “Extrato de Processamento”;
4. Escolha o ano da declaração - no caso, 2021;
5. As informações declaradas vão aparecer ali. Procure por “Situação da Declaração” no fim da página;
6. Se aparecer a mensagem “Com pendências”, significa que alguma informação não está correta. Caso esteja “Em fila de restituição” ou “Processada”, pode respirar aliviado: você não caiu na malha fina.

Caí na malha fina, e agora? 😰

Como diria o ditado “Não cutuque a onça com vara curta”, no caso, o Leão da malha fina, o recomendado é regularizar quanto antes a sua situação.

Além de reter a restituição do IR 2021, quem cai na malha fina corre o risco, por exemplo, de:

● Pagar uma multa de 75% sobre o imposto devido.
● Ter o nome no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais (Cadin). O nome é grande mas, de forma resumida, ele registra as pessoas que devem para órgãos e entidades federais.
● Ter o CPF em situação irregular, o que pode dificultar até na abertura de contas e pedidos de empréstimos.

Veja como regularizar a sua situação

Depois de conferir se você realmente caiu na malha fina, é hora de manter a calma, se concentrar e correr atrás do prejuízo. Mas como fazer isso?

1. Acesse o site da Receita Federal.

2. Na maioria dos casos, você pode resolver a situação através do site ao fazer uma retificação da sua declaração, seja por computador ou celular. Vá até “Meu Imposto de Renda”, depois em “Declaração” e, por fim, “Processamento”.

3. Clique em “Preencher a declaração online”, escolha o ano que vai ser alterado e finalize tudo em “Retificar declaração”. Tá feito! A Receita vai analisar sua retificação e deve responder em breve.

Mas vale ficar ligado: em casos mais graves, o declarante deve ir até à Receita Federal mais próxima para explicar o que aconteceu. Lembre-se de levar todos os documentos e comprovantes, respire fundo e seja transparente sobre a sua vida financeira. Combinado?

Leia também: Pix tem novo limite de transferência: já sabe qual é o seu?

Erros mais comuns na declaração

Separamos alguns dos erros mais comuns na hora de declarar o Imposto de Renda para te ajudar nessa missão. Assim, fica mais fácil de achar o que precisa ser corrigido. Show, né? Então vamos à lista:

Erros de digitação - por exemplo: ao invés de 1.000, você acabou digitando 100, o que gera conflito e má informação.
Valores incorretos - você fez todas as contas e algo não bateu? Vale revisar os números com calma e muito cuidado.
Informações cadastrais erradas - inclusive dos dependentes que entrarem na sua declaração, viu? Nesse caso, preste atenção nos endereços, documentos, etc.
Omitir rendimentos - talvez um dos erros mais graves ao cair na malha fina é esconder algum faturamento. Seja o mais transparente possível.

Receba a sua restituição na Superdigital

Você sabia que na Superdigital é possível receber a sua restituição do Imposto de Renda? Pois é! Este ano, pensando em facilitar mais o pagamento, as contas digitais se tornaram uma das opções para receber o dinheiro.

Não vacile! Abra a sua conta digital em minutos, sem consulta no SPC/Serasa, score ou comprovação de renda. Tudo simples e rápido! Baixe o aplicativo (no Google Play ou na App Store), cadastre-se e comece a usar na hora. 🥳