Como diria o filósofo Confúcio: “Escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um único dia de sua vida”. Mas, e quando a insatisfação bate e o que antes te animava, passa a ser apenas uma obrigação? Nos casos em que alguém odeia o que faz, qual seria a melhor saída: pedir demissão ou aguentar mais um pouco?

Para te ajudar a tomar uma decisão, confira as dicas que a Superdigital preparou para você e veja como lidar com o ranço empresarial, sem sair no prejuízo:

Odeio o meu trabalho, o que fazer?

1.   Entenda a sua frustração

Antes de tudo, é preciso encontrar o motivo que pode estar te desanimando. Caso tenha mais de um, crie uma lista de acontecimentos e tente lembrar como eles te afetaram profissionalmente.

O aumento salarial, por exemplo, foi o principal desejo do brasileiro para o campo profissional, em 2020. Mas não é só isso. Sobrecarga de funções, poucos benefícios e até a distância entre a empresa e a residência são fatores que aumentam o desejo do trabalhador em trocar de emprego.

2.   Procure alternativas dentro da empresa

Existem situações em que o profissional se encontra numa encruzilhada: gosta do local e dos colegas de trabalho, mas não está satisfeito com o que faz. Nessa hora, é possível analisar possibilidades dentro da empresa. 

#SuperDica: se mudar de profissão for um processo muito radical, considere trocar apenas de equipe e peça um novo redirecionamento, sem precisar apelar para a demissão, combinado?

👉 Leia também: Saiba o que é trabalho temporário e garanta o seu.

3.   Converse com o seu superior

Negociar com o chefe é, em muitos casos, algo que muitas pessoas evitam. Seja devido à figura de um superior causar receio ou mesmo pela falta de abertura para a troca de um diálogo.

Apesar disso, se o seu chefe se mostrar um bom líder, disposto a ouvir as ideias e  feedbacks de funcionários, avalie puxá-lo para uma conversa e explique como se sente. Tente não focar apenas no problema, mas leve também algumas considerações que você acredita que funcionariam para todos, dentro do cenário atual. 

4.   Troque ideia com colegas de trabalho 

Se ainda restar dúvidas do que fazer, converse com outros funcionários da sua equipe ou que sejam próximos a você. É possível que eles estejam passando pelo mesmo problema ou tenham pontos de vista diferentes do seu.

Dessa forma, você entende melhor a origem deste desconforto — lembra da primeira dica? — e sai com novas soluções que passaram batido.

5.   Considere procurar um novo emprego

Por fim, se nenhuma das alternativas anteriores funcionar, procure um novo emprego. Lembre-se de preparar o seu currículo antes, atualizar o LinkedIn e, até mesmo, fazer cursos profissionalizantes para tornar o seu perfil profissional ainda mais atrativo.

👉 Leia também: Recolocação profissional: 5 dicas para voltar ao mercado de trabalho.

Quando é a hora certa para trocar de emprego?

Estar descontente com as funções que exerce não é a única justificativa para trocar de trabalho. Algumas pessoas inclusive amam o que fazem, mas pesam outros pontos quando o assunto é desmotivação profissional. Entre eles:

Má remuneração;

Falta de reconhecimento;

Estresse;

Gestão desorganizada;

Problemas trabalhistas;

Conflitos dentro da empresa;

Cobrança de produtividade e metas;

Zero ou pouca perspectiva de crescimento profissional.

Como trocar de emprego?

O primeiro passo para trocar de emprego é se preparar para a mudança. Como falamos anteriormente, preparar seu currículo, criar um perfil profissional no LinkedIn ou mesmo se candidatar em processos seletivos são os pontos principais.

Mas, mesmo conseguindo uma entrevista de emprego, a vaga ainda não é garantida. Para isso, é preciso:

Entender os seus pontos fortes e principais habilidades;

Estar satisfeito com as funções que você irá desempenhar e com a remuneração que deve receber;

Conhecer os valores e a cultura empresarial do novo trabalho, além da sua reputação no mercado.

A Superdigital está aqui para descomplicar a sua vida.

Seja para mostrar como trocar de emprego ou para ajudar você a lidar com o seu dinheiro, a Superdigital está do seu lado.

Abra a sua conta digital de forma rápida e acessível, sem precisar enfrentar filas de banco e sem consulta no SPC/Serasa. Quer saber como? É só baixar o app da Superdigital neste link, se cadastrar e começar a usar!